Moscow Mule

moscow-mule

O Moscow Mule é um coquetel clássico criado nos anos 1950 e o responsável pela “febre da Vodka”, tornando-a o destilado mais consumido nos Estados Unidos.

Além disso é um dos responsáveis pelo aumento do consumo de coquetéis no Brasil. Contudo, sua versão brasileira difere brevemente do tradicional Vodka e Ginger Beer.

O Moscow Mule no Brasil começa no extinto MyNy bar em 2011 e continua no Brasserie des Artes com o bartender Marcelo Serrano.

Devido à indisponibilidade do refrigerante de gengibre (Ginger Beer), Serrano resolveu por finalizar o coquetel com uma espuma de gengibre. O resto é história.

Fato é que a espuma agora é parte integral do coquetel e negar isto é negar a história da coquetelaria brasileira. “Isso aqui. é coisa nossa!”

Entender um clássico é, além de entender suas definições e precisões, entender seu contexto cultural.

Um excelente exemplo é o Brandy Old Fashioned. Esta variante do Old Fashioned macerado, que tanto foi negado pelos bartenders americanos nos anos 2000, é parte do acervo cultural do estado de Wisconsin. Honrar esta cultura e aceitá-la é parte de um bom serviço de bar.

Outro exemplo de um clássico com “dupla interpretação” é o White Lady. Embora a versão clássica leve clara de ovo, os bartenders japoneses não a utilizam por convicção de que este não é um ingrediente do coquetel. Certos ou não este é um coquetel clássico que na cultura japonesa é feito sem clara de ovo.

O discurso não é de certo ou errado, mas sim sobre a aceitação dos costumes de um povo.

Voltando ao Moscow Mule, temos um Highball à base de Vodka, Ginger beer, limão e espuma de gengibre, servido numa caneca.

1. DEFINIÇÃO:

A definição de um Moscow Mule é:

1. Vodka;

2. Ginger Beer;

3. limão;

4. espuma de gengibre;

5. servido numa caneca.

 

2. INGREDIENTES:

1.Vodka: Uma boa vodka, destilados de qualidade sempre;

2. Ginger Beer: é um refrigerante de gengibre de sabor marcante que evidencia a picância da raíz.

Embora o nome remeta a cerveja este produto não leva malte, nem lúpulo. Logo, malte e lúpulo não são ingredientes de um Moscow Mule.

Todo refrigerante pode ser preparado de três maneiras:

  • Xarope + Soda;
  • Carbonatação forçada;
  • Fermentação.

Cada uma das três maneiras acima tem seus prós e contras.

Aumentando a polêmica, porém, bares de NYC, como Pegu Club e PDT, costumam fazer suas versões caseiras não carbonatadas e não finalizam o coquetel com soda, resultando em um coquetel sem gás. Esta prática apoia-se no fato de que muitas Ginger Beer industriais pecam no excesso de açúcar e na falta da picância do gengibre. A falta da carbonatação é suplantada pela picância da raíz.

Ainda assim é experado de um Moscow Mule alguma carbonatação.

 

 

3. limão: suco de limão fresco;

4. espuma de gengibre: Estas espumas são feitas em sifão de chantilly com gás de oxido nitroso.

Uma boa espuma de coquetel acompanha a bebida a cada gole  e dura até o final do consumo.

Existem diversos emulsificantes possíveis, cada um com seus prós e contras.

Estas espumas são bem diferentes das espumas criadas com clara de ovo para coquetéis como o Pisco Sour e levam uma quantidade pelo menos 10 vezes menor de clara de ovo, considerando que esta seja a escolha de emulsificante.

Caso você nunca tenha utilizado um sifão de chantilly peça ajuda a um bartender mais experiente e leia as intruções de segurança do produto.

5. servido em caneca: tradicionalmente servido em uma caneca de cobre. As canecas metálicas propiciam uma condensação externa e gastam menos da energia do gelo para resfriar o copo do que o vidro, por exemplo, gerando um coquetel mais gelado por mais tempo.

3. Receita:

Como podemos ver, mesmo dentro de bares referências este coquetel apresenta pequenas variações. Apresento abaixo uma receita genérica para um Moscow Mule no melhor estilo brasileiro

Em uma caneca metálica com gelo adicione:

60mL Vodka

       15mL suco de limão

100mL Ginger Beer

Espuma de gengibre (~50mL).

Sirva com orgulho e um sorriso.

Saúde!

 

 

 

Advertisements

5 coquetéis com Ginger Beer

Refrigerante de gengibre é um dos ingredientes em alta na coquetelaria atual.

Muito famoso por ser utilizado no Moscow Mule este ingrediente não se limita apenas a este coquetel, sendo utilizado em vários highballs simples como Dark & Stormy, Mammie Taylor e Brandy Buck.

Por ser um produto ainda incomum no Brasil existem poucas marcas destes refrigerantes de gengibre desponíveis e é comum que bartenders recorram à produções -artesanais.

Existem dois tipos distintos deste refrigerante: Ginger Ale e Ginger Beer. Embora os nomes sejam parecidos e remetam a processos de fermentação, a grande diferença entre os estilos está na presença e picância do gengibre na bebida final.

Enquanto o Ginger Ale é mais suave  e remete muito mais ao sabor do limão do que ao sabor de gengibre o Ginger Beer é mais marcante e evidencia a picância característica do gengibre.

Vamos focar na versão mais picante e que melhor honra o gengibre-  o Ginger Beer.

Sua picância e carbonatação produz uma excelente opção não-alcoólica e agrega textura e dimensão a vários coqueteis. Sua complexidade e sabor fresco foi muito utilizado no final dos anos 90 pelos bartenders que buscavam resgatar as boas técnicas da coquetelaria.

Um dos primeiros coqueteis a fazer bom uso deste ingrediente foi o Añejo Highball, de Dale DeGroff. DeGroff foi um dos pioneiros da coquetelaria moderna e revitalizou diversos ingredientes como Pisco, Falernum e Ginger Beer.

putney-farm-anejo5

AÑEJO HIGHBALL

  • 50mL Rum envelhecido
  • 25mL licor curaçao
  • 15mL suco de limão
  • 1 dash Angostura
  • 100mL Ginger Beer

Montar o coquetel com gelo e decorar com uma fatia de limão e uma fatia de laranja.

 

Seguindo os passos de Dale DeGroff sua então aprendiz Audrey Saunders abriu o bar Pegu Club (2000) onde produzia seu próprio Ginger Beer e cunhou o clássico moderno Gin Gin Mule.

ginginmule-435

GIN GIN MULE

  • 10 folhas de hortelã
  • 50mL London Dry Gin
  • 25mL xarope de açúcar
  • 15mL suco de limão
  • 100mL Ginger Beer

Macerar a hortelã com as bebidas e bater com gelo. Coar com peneira para copo longo com gelo fresco e completar com Ginger Beer. Decorar com gomo de limão e ramo de hortelã.

 

A próxima receita é de Jim Meehan do PDT em Nova Iorque e combina dois clássicos modernos: o Gin Gin Mule e o Kentucky Maid (Sam Ross).

20169771dd8ab78f4f6660ac1fe51812a93d

FRENCH MAID

  • 50mL Cognac
  • 15mL xarope de açúcar
  • 15mL suco de limão
  • 10mL Falernum
  • 10 folhas de hortelã
  • 3 fatias de pepino
  • 100mL Ginger Beer

Macerar o hortelã e o pepino com as bebidas e bater com gelo. Coar com peneira para copo longo com gelo fresco e completar com Ginger Beer. Decorar com fatia de pepino e ramo de hortelã.

 

O próximo coquetel utiliza da famosa combinação de morango com gengibre para um coquetel mais acessível e levemente frutado. Criação de Erick Castro.

kentucky-buck-720x720-recipe

KENTUCKY BUCK

  • 50mL Bourbon
  • 25mL xarope de açúcar
  • 25mL suco de limão
  • 2 morangos
  • 2 dash Angostura
  • 100mL Ginger Beer

Macerar o morango  com as bebidas e bater com gelo. Coar com peneira para copo longo com gelo fresco e completar com Ginger Beer. Decorar com fatia de morango.

 

Para finalizar uma versão do clássico londrino Fruit Cup (Pimm’s Cup).

Esta receita é de Simon Diffords.

 

fwx-pimms-2

FRUIT CUP

  • 25mL London Dry Gin
  • 25mL Licor Triple Sec
  • 25mL Vermute Rosso
  • 1 dash Angostura
  • 15mL refrigerante de Cola
  • 100mL Ginger Beer

Bater as bebidas com gelo. Coar com peneira para copo longo com gelo fresco e completar com a Cola e o Ginger Beer. Decorar com fatia de morango, fatia de laranja, fatia de pepino e ramo de hortelã.

 

Saúde!

National Cachaça day Alert!

Tags

Tomorrow is National Cachaça Day here in Brazil.

You can read a beautiful text about the date at this link.
Here follows five cocktails from Brazilian bartenders for you to enjoy!

The first is a soon to be São Paulo classic. It’s named after 1928 Mario de Andrade’s modernist novel.

13269454_1081713808531123_1140855888_n

Macunaíma

(Arnaldo Hirai – Boca de Ouro bar – São Paulo)

  • 1½oz gold Cachaça
  • 1oz simple syrup
  • ¾oz lime juice
  • ¼oz Fernet

Shake and double strain into a coupe or other small glass. No garnish.

Following next a Negroni-esque beach inspired cocktail. The name is a reference to the Sbagliato. Estrago means damage or something that went wrong.

 

Strago

(João Morandi – Recife – Pernod Ricard Mixologist)

  • 1oz white cachaça
  • 1oz sweet vermouth
  • 1oz campari
  • 1oz coconut water

Stir and strain over ice into a rocks glass. Garnish with both a lemon and  an orange twist.

Following next a variation on the national classic Rabo de Galo with a local vermouth-esque beverage called Jurubeba.

If you can find the jurubeba seeds you might try this cocktail by combining a sweet vermouth with a jurubeba infused cachaça.

rc3a3c2aa-bordosa_crc3a3c2a9ditos-henrique-peron-2

Rê Bordosa

(Kennedy Nascimento – Riviera Bar – São Paulo)

Stir and serve up. Garnish with a lime twist.

 

Enought with the aromatic numbers.

Following next a traditional spin on the caipirinha.

arlindo

Caipirinha do Arlindo

(Caio Bonneau – Ubatuba – SP)

  • 2½oz Cachaça
  • ¾oz simple syrup
  • 1 rangpur lime (cutted in wedges)
  • 3 mandarin leaves

Add the lime, leaves and syrup to a rocks glass and muddle. Add cubed ice, the cachaça and stir. Just like you would make a caipirinha.

To finish it up a recipe of my own creation. Making tribute to the Colonial Café where countryside people feast early morning around a table full of fruits, cakes, jams and all sorts of delicious brazilian food.

13043322_218214541883481_5598308731595567257_n

Colonial Highball

  • 1½oz white Cachaça
  • 1½oz lime juice
  • ¾oz Jabuticaba liqueur
  • 1 bsp orange marmalade
  • 1½oz club soda

Dissolve the marmalade in the other ingredients. Shake and double strain over a highball glass filled with ice. Top with club soda. Garnish with a lime wedge.

 

You can also find more Cachaça cocktails over the Cachaça tag here at the blog.

Have a happy National Cachaça Day!
Saúde!

 

 

Botanic Dub

14233864_10153882471552844_488046493_o

Atendendo a pedidos, a receita deste coquetel tão delícia e fácil de fazer.

BOTANIC DUB

  • 50mL Vodka de limão
  • 25mL suco de limão
  • 25mL xarope de açúcar*
  • 25mL purê de morango
  • 2,5mL (1/2 colher de chá) aceto balsâmico

Bater todos os ingredientes com gelo e decorar com hortelã.

* Para o xarope de açúcar basta dissolver um copo de açúcar em um copo de água filtrada.

 

BOTANIC DUB (versão festa)

stlmd1b

Limonada de morango:

  • 1 copo de suco de limão
  • 1 copo de açúcar
  • 2 copos de morangos limpos
  • 3 copos de água

Bater no liquidificador e reservar.

Em um copo com gelo (até a borda) sirva:

  • 50mL Vodka de limão
  • 2,5mL (1/2 colher de chá) aceto balsâmico
  • 150mL limonada de morango.

Decorar com hortelã.

Saúde!

 

10 typical Brazilian cocktails

Tags

Brazil has much more cocktails to offer than the Caipirinha!

Get yourself a good bottle of Cachaça and mix these cocktails, while watching the Olympic games that will happen in Rio de Janeiro this week!

Many typical cocktails are usually served in Botecos as shooters as an eye-opener for blue colar workers . The following two come with this DNA in them, but we can agree that they taste better in mixed drinks served over rocks.

RABO DE GALO

rabo-de-galo-bar-tuju-1435960302777_300x300This traditional mixture of Cachaça and Vermouth is thought to have been promoted by Cinzano in the 70’s.

  • 60 mL Cachaça
  • 25 mL sweet vermouth
  • 2 dash Angostura (optional)

Stir and serve over ice.

Garnish with orange zest.

The name translates to Cock Tail and this is the ultimate aromatic cocktail from Brazil.

 

 

BOMBEIRINHO

bombeirinhobar-tuju-1435951388802_300x300

Another famous cocktail that rose from the Boteco culture this is a mixture of Cachaça and redcurrant also very consume as a shooter. This is the epitome of the brazilian fruity cocktails.

  • 60 mL Cachaça
  • 30 mL lime juice
  • 15 mL grenadine

Shaken and served over ice.

Garnish with a lime wedge.

This mixture is traditionally very sweet and in most cases basically consists of just Cachaça and grenadine (or redcurrant syrup).

 

 

Another tradition is housemade flavored cachaças, every region has a most common flavor that distillers from the region will make seasonally and include in their porfolio.

CACHAÇA COM MEL 

pinga1

The “Cachaça com mel” and the “Cachaça com mel e limão” are so common that many distillers have their own bottled version.

  • 60 mL Cachaça
  • 30 mL lime juice
  • 15 mL runny honey

Dissolve the honey and shake.

Serve over ice.

 

 

GABRIELA

gabriela

This is a liqueur made by infusing cinnamon and cloves in Cachaça, the name is a reference to writer Jorge Amado novel  “Gabriela, Cravo e Canela”.

A typical cocktail using Gabriela liqueur is the Jorge Amado. It was invented in Paraty city by the time the novel was being recorded as a soap opera in 1988.

  • 60 mL Gabriela (Cinnamon-clove cachaça liqueur)
  • 1 passion fruit
  • 30 mL lime juice

Tradicionally made as a Caipirinha by muddling the fruits with the booze and then adding ice this cocktail might benefit from a fine strain.

 

 

rtemagicc_cheiroesabor02

  • In Bahia it is also very common to have hundreds of flavored Cachaças to mix à la minute depending on guest need, this tradition is called Farmacinha (little Pharmacy).

Typical flavors are: cloves, cinnamon, Catuaba, Jatobá (corbaril) wood & ginger.

 

 

 

QUENTÃO

vinc3adcola-do-mc3a9liuz-receitas-de-quentc3a3o-de-vinho

This hot beverage is typically served during winter months of June and July, specially during Festa Junina festivities. The name literally means Very Hot.

This is the upgraded version of a Hot Toddy, generally made in big batches. Every family has their own recipe, but the main components are Cachaça, water, sugar and spices (cloves, cinnamon and ginger mainly).

  • 3 parts Cachaça
  • 4 parts spiced tissane (ginger, cloves, cinnamon mainly)
  • 2 parts orange juice
  • 1 part brown sugar syrup

 

Some highballs also are very popular.

Cachaça & Guaraná

220px-guaranc3a1_03

Guaraná is an amazonian fruit much used in typical beverages and mainly in carbonated soft drinks. The name Guaraná in Tupi indian language means “fruit that look like an eye”.

Like yerba Mate, guaraná is full of caffeine.

Cachaça & Garapa

making_the_guarapa_from_the_sugarcane

Garapa is the fresh juice of sugar-cane, the ingredient from which Cachaça is made of.

This is a very sweet beverage and usually some lime is squeezed in to balance.

Much found in snack bars where it is freshly squeezed by a machine.

Samba (in Berlin)

samba

This highball was invented out of necessity during WWII by Brazilian soldiers who mixed their ratios of Cachaça with American ratios of Cola.

BATIDA

batada-de-banana-coco

Batidas are other typical beverage, the name means “beaten”.

The Batida started by meaning any mixed cocktail that was shaken or blended, but in the 80’s a famous condensed milk company promoted many Cocktail Competitions and the term Batida began to be used for blended drinks containing condensed milk.

A Batida can has many flavors and they go along with the name, like Batida de Banana, Batida de limão and Batida de Coco.

Traditional odd (but delicious) flavors are: SweetCorn (Milho Verde), Peanuts (Amendoim) and Guava (Goiaba). A very popular is Maracujá (Maracuya/ Passion Fruit).

capturar21

  • 60 mL Cachaça
  • 60 mL fruit puree
  • 30 mL condensed milk

Blended with crushed iced and garnished appropriately.

Andrew Bohrer and Jeffrey Morghentaler have talked about Batidas.

 

 

Mate com Limão

mate-limao

This last beverage is a non-alcoholic treat much consumed in Rio de Janeiro’s beach.

It is iced tea brewed from toasted yerba mate leaves mixed with sugar and lime juice.

A good measure of leaves to brew is 30g per liter.

  • 90mL cold Mate
  • 30 mL simple syrup
  • 15 mL lime juice

Now you can make some amazing cocktails using that bottle of Cachaça 😉
Saúde!

10 coquetéis clássico sem álcool

PROJETO COQUETÉIS CLÁSSICOS: 100 CLÁSSICOS PARA SE CONHECER

É de extrema importância o serviço de coquetéis não-alcoólicos.

Algumas pessoas não bebem ou não podem beber por algum motivo e é muito bom que elas sintam-se bem recebidas e aproveitem de uma bebida feita com tanto cuidado e atenção quanto um coquetel alcoólico.

Também é interessante que um coquetel não-alcoólico simule as sensações de um coquetel alcoólico. O álcool em si tem um sabor picante, amargo, doce e seco.

Sensação de picância podem ser obtidas por ingredientes como gengibre e pimenta.

Outro ingrediente legal é chá por ser seco e adstringente.

Carbonatação também é um fator a se levar em conta, para dar corpo à bebida e não ficar com uma textura de suquinho.

Mas o mais importante sempre é receber bem e garantir a diversão de todos.

 

1.Soda Italiana

shutterstock_186490430-300x451

(Highball – montado direto no copo com gelo)

  • 30 mL xarope saborizado
  • 200 mL água com gás

Decorar com um gomo de limão.

Comentário: Uma maneira muito prática de preparar um coquetel sem alcoól.

 

 

 

2.Shirley Temple

shirely-temple

(Highball – montado direto no copo com gelo)

  • 30 mL Grenadine
  • 200 mL refrigerante de gengibre

Decorar com um gomo de limão.

Comentário: O refrigerante de gengibre acrescenta dimensão à bebida.

 

 

 

3.LLB (Lemon-Lime & Bitters)

10952847_1397792060541808_1932198674_n

(Highball – montado direto no copo com gelo)

  • 30 mL suco de limão
  • 200 mL refrigerante de limão
  • 5 dash Angostura

Decorar com um gomo de limão.

Comentário: Teoricamente este coquetel contem álcool, mas sua graduação é abaixo de 0,7%.

Não recomendado para grávidas e motoristas.

Algumas marcas produzem bitters não-alcoólicos.

 

4. Limonada

limonada_dieta

(Highball – montado direto no copo com gelo)

  • 30 mL xarope simples
  • 30 mL suco de limão
  • 150 mL água

Decorar com um gomo de limão.

Comentário: Excelente para aprender o equilíbrio doce-azedo tão importante para coquetéis clássicos. Muito bom também para aprender sobre diluição!

 

 

5. Pink lemonade

32588397-pink-lemonade-in-mason-jars-stock-photo

(Highball – montado direto no copo com gelo)

  • 25 mL xarope simples
  • 5 mL grenadine
  • 30 mL suco de limão
  • 150 mL água

Decorar com um gomo de limão.

Comentário: Uma maneira de servir bem mais interessante e bonita.

 

 

6. Bitter Lemon

500106-fevertreelemon-b1_1

(Highball – montado direto no copo com gelo)

  • 100 mL limonada
  • 100 mL água tônica

Decorar com um gomo de limão.

Comentário: Carbonatação e amargor trazem um toque mais refinado à limonada. Este coquetel na verdade é um estilo de refrigerante que é uma mistura de refrigerante de limão com tônica.

 

 

 

7. Arnold Palmer

probiotic-arnold-palmer1

(Highball – montado direto no copo com gelo)

  • 100 mL limonada
  • 100 mL chá gelado

Decorar com um gomo de limão.

Comentário: uma versão mais leve do tradicional chá com limão.

 

 

 

8. Mate com limão

mate-limao

(Highball – montado direto no copo com gelo)

  • 30 mL xarope simples
  • 15 mL suco de limão tahiti
  • 150 mL chá mate gelado (sem adoçar)

Decorar com um gomo de limão.

Comentário: Tradicional por todo o Brasil.

Um chá feito mais forte cai muito bem!

 

 

9. Espresso Tônica

pullingshots-0

(Highball – montado direto no copo com gelo)

  • 50 mL café espresso
  • 150 mL água tônica

Decorar com um gomo de limão.

Comentário: Coquetel que tem origens nas competições de barista. Esta versão simple é do Box Kit Café.

 

10. Sangrita

sangrita

(Bloody – servido gelado)

  • 30 mL suco de laranja
  • 30 mL suco de limão
  • 15 mL grenadine
  • 3 dash molho de pimenta
  • sal (opcional)

 

Comentário: Um acompanhamento muito comum para doses de Tequila, mas que é uma boa base para coquetéis não-alcoólicos.

 

Assim finalizo a jornada através de 100 coquetéis clássicos.

Saúde!

10 coquetéis clássicos sem destilado base

Tags

PROJETO COQUETÉIS CLÁSSICOS: 100 CLÁSSICOS PARA SE CONHECER

 

Coquetéis a base de espumante, cerveja, vermute, amaro e licores também devem estar presentes no repertório de todo bartender.

Por não conter um destilado base,  estes coquetéis são excelentes para quem não deseja consumir muito alcoól ou para diminuir o ritmo de quem já bebeu bastante.

Excelentes sugestões de coquetel para diminuir o ritmo de ingestão de álcool, além de ser sempre legal oferecer uma água para acompanhar todos coquetéis.

Alguns são também excelentes aperitivos, praparando o estômago para uma refeição e excelentes para acompanhar alguns petiscos no happy hour.

1.Bellini

1205_1_1403269148_lrg

(Highball – montado direto no copo com gelo ou en taça resfriada)

  • 120 mL espumante gelado
  • 60 mL suco de pêssego gelado

Comentário: Importantíssimo utilizar os ingredientes já gelados e sempre colocar o espumante primeiro.

Inventado no Harry’s Bar Veneza circa 1940.

 

 

2.Mimosa

citrus-mimosa

(Highball – montado direto no copo com gelo ou en taça resfriada)

  • 120 mL espumante gelado
  • 60 mL suco de laranja gelado

Comentário: Importantíssimo utilizar os ingredientes já gelados e sempre colocar o espumante primeiro.

Inventado no Ritz Paris em 1925.

 

 

3. Kir Royale

kir2broyale

(Highball – montado direto no copo com gelo ou en taça resfriada)

  • 150 mL espumante gelado
  • 30 mL licor de cassis

Comentário: Importantíssimo utilizar os ingredientes já gelados e sempre colocar o espumante primeiro.

 

 

 

4. Spritz al bitter

aperolspritz-4

(Highball – montado direto no copo com gelo)

  • 90 mL espumante gelado
  • 45 mL Amaro
  • 45 mL água com gás

Decorar com fatia de laranja.

Comentário: Tradição de consumo veneziana que foi divulgada globalmente pela marca Aperol.

 

 

5. Vermute Tônica

m05_img_rossoton

(Highball – montado direto no copo com gelo)

  • 90 mL vermute (doce, rosato ou bianco)
  • 90 mL água tônica

Decorar com fatia de laranja ou limão siciliano.

Comentário: Tradicional coquetel dos cafés italianos. Acompanha muito bem petiscos de bar como azeitonas e salames.

6. Fernet Cola

3546ef_ba0eebd65194435598821621376a361e

(Highball – montado direto no copo com gelo)

  • 50 mL Fernet
  • 150 mL refrigerante de cola

Comentário: Muito consumido na Argentina. Também chamado de Fernandito.
As duas bebidas altamente aromáticas se completam muito bem.

 

 

 

7.Americano

americano-cocktail-recipe

(Highball – montado direto no copo com gelo)

  • 30 mL vermute rosso
  • 30 mL Campari
  • 90 mL água com gás

Decorar com fatia de laranja.

Comentário: Outro tradicional coquetel dos cafés italianos. Precursor do Negroni.

 

 

 

8. Amaretto Sour

mixer-amarettosour

(Sour – batido e servido com gelo)

  • 60 mL Amaretto
  • 30 mL suco de limão siciliano
  • clara de ovo (opcional)

Decorar com cereja.

 

 

9. Radler

shandy

(Collins – batido e servido com gelo)

  • 30 mL xarope simples
  • 30 mL suco de limão siciliano
  • 30 mL água com gás
  • 90 mL cerveja (lager)

Comentário: Também conhecido como Shandy ou Panache.

10. Grasshopper

tdb-grasshopper-1500x1000-6

(Alexander – Batido e servido em taça resfriada)

  • 40 mL licor de cacau (branco)
  • 40 mL licor de menta (verde)
  • 40 mL creme half-and-half

Decorar com ramo de hortelã.

Comentário: Ainda quando feito com licor de cacau escuro a cor do licor de menta costuma prevalecer.

 

Além de sempre beber uma água entre um coquetel e outro, qual suas opções favoritas para não ficar muito alcoolizado?

 

Saúde!

10 coquetéis clássicos com Cachaça

Tags

, , , ,

PROJETO COQUETÉIS CLÁSSICOS: 100 CLÁSSICOS PARA SE CONHECER

Cachaça é o verdadeiro destilado brasileiro.

Produzida do mosto de cana-de-açúcar fermentado é uma bebida que retêm muitas características do produto do qual é feita.

Deve ser engarrafada com graduação alcoólica entre 38% e 48%.

É o único destilado a ser envelhecido em madeiras diferente do carvalho, como por exemplo, amburana, bálsamo, jequitibá, ipê, amendoim e cabreúva.

É importantíssimo que o bartender brasileiro entenda muito sobre cachaça e conheça os coquetéis abaixo, suas histórias e variações regionais.

 

1.Samba (em Berlim)

samba

(Highball – montado direto no copo com gelo)

  • 50 mL Cachaça
  • 150 mL refrigerante de cola

Decore com uma fatia de limão.

Comentário:Criado pelos combatentes brasileiros durante a Segunda Guerra.

 

 

 

2.Wagner

wagner

(Highball – montado direto no copo com gelo)

  • 60 mL Cachaça
  • 30 mL suco de limão tahiti
  • 150 mL caldo de cana

Decore com uma fatia de limão.

Comentário: Este nome foi dado por Thiago Gazzinelli, de BH, embora a combinação seja antiga e tradicional de pastelarias do país.

 

 

3.Rabo de Galo

rabo-de-galo-bar-tuju-1435960302777_300x300

(Duo – montado direto no copo com gelo)

  • 60 mL Cachaça
  • 25 mL vermute tinto

Decore com uma casca de laranja.

Comentário: Tratar este coquetel como um aromático e acrescentar alguns dash de Angostura não descaracteriza sua delícia.

Também consumido como shot.

 

 

4. Caipirinha

caipirinha2

(Sour – batido e servido com gelo)

  • 60 mL Cachaça
  • 30 mL suco de limão tahiti (macerado)
  • 15 mL xarope de açúcar

Decore com uma fatia de limão.

Comentário: Leia mais sobre o nosso grande coquetel clássico nacional e descubra uma excelente maneira de preparar a nossa Caipirinha!

 

 

5. Bombeirinho

bombeirinhobar-tuju-1435951388802_300x300

(Sour – batido e servido com gelo)

  • 60 mL Cachaça
  • 30 mL suco de limão tahiti
  • 15 mL grenadine

Decore com uma fatia de limão.

Comentário: Junto com o Rabo de Galo e a Caipirinha forma a santíssima trinca dos coqueteis brasileiros.

Também consumido como shot.

 

 

6. Jorge Amado

paraty_viagem_mdc1

(Sour – batido e servido com gelo)

  • 60 mL Cachaça infusa com cravo e canela (Gabriela)
  • 30 mL suco de maracujá azedo
  • 15 mL xarope simples

Comentário: Criado na cidade de Parati circa 1988 à época da gravação da novela Gabriela, Cravo e Canela.

 

 

 

 

7. Cachaça com mel (e limão)

pinga1

(Sour – batido e servido com gelo)

  • 60 mL Cachaça
  • 30 mL suco de limão tahiti
  • 15 mL xarope de mel

Comentário: Tão famoso que algumas marcas produzem uma versão engarrafada.

Também consumido como shot, mistura-se o mel com a cachaça e o limão acompanha.

 

 

8. Quentão

vinc3adcola-do-mc3a9liuz-receitas-de-quentc3a3o-de-vinho

(Punch – servido quente)

  • 60 mL Cachaça
  • 80 mL chá de especiarias *
  • 40 mL suco de laranja
  • 20 mL xarope de açúcar mascavo

Decore com uma fatia de laranja e canela em pau.

Comentário: Tradicionalmente feito durante as Festas Juninas. As especiarias tradicionalmente utilizadas são gengibre, cravo, canela, maçã e laranja.

 

 

9. Batidas

batada-de-banana-coco

(Batidas – batido e servido com gelo ou frozen)

  • 60 mL Cachaça
  • 60 mL polpa de fruta
  • 30 mL leite condensado

Decore harmoniozamente.

Comentário: Além dos sabores frutados como maracujá, goiaba e abacaxi também é consumida com amendoim, milho ou coco.

 

 

10. Capeta

receita-drink-capeta

(Batidas – batido e servido com gelo ou frozen)

  • 60 mL Cachaça
  • 60 mL suco de abacaxi
  • 30 mL leite condensado
  • pitada de guaraná em pó

Decore com uma pitada de canela em pó.

Comentário: Uma variação tradicional das batidas onde o guaraná é um ingrediente marcante, embora haja variações regionais.

 

Gostou da seleção? Acrescente histórias e variações nos comentários.
Saúde!

10 coquetéis clássicos com Tequila

PROJETO COQUETÉIS CLÁSSICOS: 100 CLÁSSICOS PARA SE CONHECER

Tequila é um destilado com apelação geográfica.

Aos destilados originários do agave dá-se o nome de Mezcal, um tipo especial de Mezcal é o produzido com o agave azul no estado de Jalisco – México.  É de lá que vem o Tequila.

 

Foi um dos destilados que começou a ser valorizado com a proibição americana, junto com o rum, por serem os únicos “próprios para consumo”. Depois também teve grande impulso com o movimento Punk e Rock.

1.Paloma

paloma

(Highball – montado direto no copo com gelo)

  • 60 mL Tequila
  • 15 mL suco de limão tahiti
  • 120 mL refrigerante de toranja

Decore com uma fatia de limão e borda de sal.

Comentário: Inventado por Don Javier circa 1965 no bar La Capilla. O coquetel mais popular no México.

 

 

2.Batanga

7-gallery_travel_la-capilla-stir3

(Highball – montado direto no copo com gelo)

  • 60 mL Tequila
  • 15 mL suco de limão tahiti
  • 120 mL refrigerante de cola

Decore com uma fatia de limão e borda de sal.

Comentário: Inventado por Don Javier circa 1965 no bar La Capilla.

 

3. Michelada

slide_347568_3686095_free

(Bloody – montado direto no copo com gelo)

  • 50 mL Tequila
  • 15 mL suco de limão tahiti
  • 15 mL suco de tomate (opcional)
  • 5 mL molho inglês (opcional)
  • pitada de molho de pimenta (opcional)
  • pitada de sal
  • 150 mL cerveja lager leve

Decore com uma fatia de limão e borda de sal.

Comentário: O nome significa “minha gelada” e os ingredientes de fato são de preferência pessoal.

 

4. Brave Bull

dsc_2709

(Duos – montado direto no copo com gelo)

  • 60 mL Tequila
  • 30 mL licor de café

Comentário: Também servido como shot.

 

 

 

 

5. Rosita

rosita_cp85828

(Negroni – mexido com gelo e servido em copo com gelo)

  • 45 mL Tequila
  • 15 mL vermute doce
  • 15 mL vermute seco
  • 30 mL Campari
  • 1 dash Angostura

Decore com uma casca de limão siciliano.

 

6. Margarita

margarita.113

(Sour – batido e servido com gelo)

  • 60 mL Tequila
  • 25 mL suco de limão tahiti
  • 25 mL licor de laranja (triple sec)
  • 5 mL xarope simples (opcional)

Decore com borda de sal.

Comentário: O mais famoso coquetel com Tequila.

 

 

7. Tommy’s Margarita

tommys-margarita

(Sour – batido e servido com gelo)

  • 60 mL Tequila
  • 30 mL suco de limão tahiti
  • 15 mL néctar de agave

Decore com fatia de limão

Comentário: Inventado em 1990 por Julio Bermejo no bar Tommy’s.

 

8. Mexican Firing Squad

mexican2bfiring2bsquad

(Sour – batido e servido com gelo)

  • 60 mL Tequila
  • 20 mL suco de limão tahiti
  • 20 mL grenadine
  • 5 dash Angostura

Decore com fatia de limão

Comentário: La Cucaracha Bar 1937, segundo Charles H. Baker.

 

9. El Diablo

diablo1

(Collins – Batido e servido em copo longo com gelo)

  • 60 mL Tequila
  • 20 mL suco de limão tahiti
  • 20 mL creme de cassis
  • 45 mL refrigerante de gengibre

Decore com uma fatia de limão.

Comentário: Possivelmente criado na Califórnia no anos de 1940.

 

 

10. Bandeira Mexicana

3mexshots_medium

(Outros – três shots servidos gelados)

  • 60 mL Tequila
  • 60 mL suco de limão
  • 60 mL suco de tomate com pimenta

Comentário: Pode ser tomado como um shot ou intercalando o Tequila com os sucos.

 

Sentiu falta do Tequila Sunrise, né?

Saúde!

10 coquetéis clássicos com Brandy

Tags

, , ,

Brandy  é um destilado proveniente do vinho, os mais conhecidos são produzidos na região de Conhaque (Cognac) na França.

Antes da praga de 1860 que devastou os vinhedos da europa, a Phylloxera, o Cognac era o destilado mais consumido no mundo. Com a devastação das plantações de uva o gin e o whisky dominaram, até a grande ascenssão da Vodka em 1980.

Os Brandys de Cognac são tão famosos que possuem Apelação de Origem Controlada (AOC), podendo ser produzido somente em um certo território francês. Embora existam excelentes Brandys de outras regiões como os espanhóis de Jerez.

Outro estilo de Brandy muito famoso é o Pisco, produzido tanto no Chile quanto no Peru e geralmente sem passar por envelhecimento.

1.Brandy Buck

basil-haydens-irish-buck

(Highball – montado direto no copo com gelo)

  • 60 mL Brandy
  • 10 mL suco de limão siciliano
  • 10 mL licor de laranja (curaçao)
  • 120 mL refrigerante de gengibre

Decore com uma fatia de limão siciliano.

Comentário: Mais um dos diversos highballs antigos a levar ginger ale.

O nome Brandybuck aparece n’O Senhor dos Anéis como sobrenome de Merry Brandebuque.

 

2.Stinger

stinger-cocktail-1020

(Duo – montado direto no copo com gelo)

  • 60 mL Brandy
  • 15 mL licor de menta (branco)

Comentário: Um famoso digestivo muito consumido pela alta sociedade dos anos 1940.

 

 

 

3. Sazerac

sazerac_photo_lorez

(Aromático – mexido com gelo e servido em copo baixo resfriado)

  • 60 mL Brandy
  • 5 mL xarope de açúcar
  • 3 dash Peychaud’s Bitter
  • 2 dash Angostura (opcional)
  • Absinto para untar o copo

Decore com aroma de uma casca de limão siciliano.

Comentário: Um importantíssimo clássico que após os anos 1860 passou a ser feito com Rye Whiskey. Leia mais sobre este ícone da coquetelaria americana.

 

4. Japanese

cocktail_spirit_japanese

(Aromático – mexido com gelo e servido em taça resfriada)

  • 60 mL Brandy
  • 5 mL xarope de amêndoas (Orgeat)
  • 3 dash Angostura

Decore com aroma de uma casca de limão siciliano.

Comentário: Criado por Jerry Thomas à época da primeira expedição japonesa aos EUA.

 

5. Crusta

d233df5ecd9797bb77d2e1da486d4f95

(Aromático – mexido com gelo e servido em taça resfriada)

  • 60 mL Brandy
  • 5 mL suco de limão siciliano
  • 5 mL licor de laranja (curaçao)
  • 5 mL licor maraschino
  • 3 dash Angostura

Decore com uma casca de limão siciliano e borda de açúcar.

Comentário: O precursor dos coquetéis Sour.
Outro importantíssimo coquetel criado em Nova Orleans.

 

6. Sidecar

grand-side-car

(Sour – batido com gelo e servido em taça resfriada.)

  • 60 mL Brandy
  • 20 mL suco de limão siciliano
  • 20 mL licor de laranja (triple sec)

Decore com uma casca de limão siciliano.

Borda de açúcar (opcional)

Comentário: Parente próximo do Crusta, mas com características bem diferentes. Leia mais sobre.

 

7. Pisco Sour

pisco_sour_0114_0022

(Sour – batido com gelo e servido em taça resfriada.)

  • 60 mL Pisco
  • 20 mL suco de limão siciliano
  • 20 mL xarope simples
  • clara de ovo

Decorar com gotas de Angostura.

 

 

 

8. Pisco Punch

pisco_punch_0008_20120803-143215

(Punch – servido sobre gelo)

  • 60 mL Pisco
  • 40 mL suco de abacaxi
  • 20 mL suco de laranja
  • 20 mL suco de limão
  • 20 mL xarope de açúcar
  • 40 mL espumante

Decore com uma fatia de abacaxi.

Comentário: O xarope utilizado neste coquetel em geral é aromatizado co cubos de abacaxi.

Criado na década de 1920 em São Francisco.

9. Brandy Alexander

brandy-alexander-cocktail-recipe-1-1

(Alexander – Batido e servido em taça resfriada)

  • 60 mL Brandy
  • 30 mL licor de cacau
  • 15 mL creme half-and-half

Decore com noz moscada ralada.

Comentário: Leia mais sobre este clássico.

 

10. EggNog

basic-makers-mark-makers-mark-eggnog

(Outros – Batido e servido sem gelo)

  • 60 mL Brandy
  • 15 mL xarope simples
  • 1 ovo (clara e gema)
  • 30 mL creme half-and-half

Decore com noz moscada ralada.

Comentário:Tradicionalmente servido como Punch durante as comemorações natalinas.
Um Flip (destilado, açúcar e ovo) com um pouco de creme.

 

Sentiu falta de algum clássico? Comente!

Saúde!