Tags

, , , , , ,

sdcar

O coquetel que possivelmente inspirou a Margarita foi o Sidecar.

Sidecar é um coquetel criado em 1920 e composto por Cognac, limão siciliano e licor de laranja. A grande semelhança com a Margarita fica por conta da borda de açúcar que enfeita este coquetel.
Talvez alguém tenha pensado em adaptar esta receita com ingredientes mexicanos e chegou na receita da Margarita.
Talvez seja apenas uma história para você lembrar desta grande semelhança entre estes clássicos…

1. DEFINIÇÃO:

A definição de um Sidecar é:

1. Brandy;

2. Licor de Laranja;

3. Limão Siciliano;

4. Servido em taça coquetel.

2. INGREDIENTES:

1. Brandy: Os brandies mais famosos são produzidos na região de Cognac na França. Brandy é um destilado envelhecido de vinho. Existem excelentes brandies produzidos na região de Jerez na Espanha. Assim como existem também brandies nacionais, gregos, africanos e americanos, escolha sempre um produto de qualidade. O importante ao produzir um Sidecar é adaptar a receita para o estilo de brandy que for utilizado. Os brandies de Jerez são mais doces do que os de Cognac, por exemplo, necessitando de menos licor para equilibrar o coquetel;

2. Licor de Laranja: Também conhecido como Triple Sec ou Curaçao. Para este coquetel prefiro novamente um licor produzido com uma base neutra. Um licor de laranja produzido com Cognac acaba não trazendo todo o frescor que este coquetel necessita para balancear os complexos sabores do destilado;

3. Limão: Limão Siciliano é o ideial para este coquetel e, em geral, é o limão que combina melhor com destilados envelhecidos. É também um limão menos ácido e mais doce que o tahiti;

4. Servido em taça coquetel: Embora a borda de açúcar seja uma parte da história deste coquetel, de forma alguma ela é necessária para que o coquetel seja reconhecido. Ao fazer uma borda de açúcar tome muito cuidado para o açúcar não molhar e ficar grudando nos dedos, de preferência, faça a borda bem antes de fazer o coquetel.

3. TÉCNICA (e receita)

SIDECAR

4 partes de Brandy

2 partes de licor de laranja

1 parte de limão siciliano

Bata e sirva coado em taça coquetel previamente resfriada. Enfeite com um zest de limão siciliano ou laranja (e borda de açúcar, se desejar).

4. Considerações Finais

Em geral, uma receita “clássica” não é boa. A receita “clássica” do Sidecar é feita com partes iguais dos 3 ingredientes o que produz um coquetel extremamente azedo e que não honra o destilado base.

Esteja sempre preparado para reformular um coquetel ruim para o seu palada, e dos seus clientes. Sempre tendo em mente o que é esperado deste coquetel e sem descaracterizá-lo.

A borda de açúcar não adiciona muito ao Sidecar, um zest de limão combina muito mais com a elegência deste clássico.

Espero que este artigo sirva para entusiastas, iniciantes e profissionais mais vividos.

Os coqueteis clássicos são a base para outros coqueteis e é de suma importância a compreensão dos conceitos e técnicas básicas para se fazer bons coqueteis.

Um clássico bem executado reflete um bartender consciente e com domínio da coquetelaria.

Saúde!

Leia também sobre outros coqueteis clássicos:

Old Fashioned – Projeto Coqueteis Clássicos

Mint Julep – Projeto Coqueteis Clássicos

Manhattan – Projeto Coqueteis Clássicos

Dry Martini – Projeto Coqueteis Clássicos

Daiquiri – Projeto Coqueteis Clássicos

Caipirinha – Projeto Coqueteis Clássicos

Margarita – Projeto Coqueteis Clássicos